Os judeus são uma raça?

Os Judeus Não são uma Raça! Dr. Alfred M. Lilienthal Dr. Alfred M. Lilienthal, historiador, jornalista e conferencista, é um graduado da Cornell University e da Columbia Law School. Os Judeus não são uma Raça! Por Dr. Alfred M. Lilienthal . Dr. Alfred M. Lilienthal, historiador, jornalista e conferencista, é um graduado da Cornell University e da Columbia Law School. Durante a Segunda Guerra Mundial, ele serviu com o Exército norte-americano no Oriente Médio. Ele depois serviu no Departamento de Estado, como um ... Uma vez, dizer que os judeus eram uma raça era antissemita, agora dizer que eles não são uma raça é antissemita. É loucura como a história brinca conosco.” O artigo tem recebido pouca cobertura da mídia Americana, mas atraiu a atenção de antissionistas e “supremacistas brancos antissemitas”, disse Elhaik. Consistente com isso, os líderes judeus expressam alarme que muitos judeus estão se casando com não judeus (uma atitude que é denunciada como “racista” se expressada por não-judeus). Charles S. Liebman, um professor na Universidade Bar-llan em Israel, direta e francamente declara que o casamento inter-racial “viola as mais básicas ... Em seu novo livro, Legado: Uma história genética do Povo Judeu, Harry Ostrer, um geneticista médico e professor na Faculdade Albert Einstein de Medicina em New York, afirma que judeus são diferentes, e as diferenças não são apenas na espessura da pele. Os judeus exibem, ele escreve, uma assinatura genética específica. Os geneticistas estão há muito tempo conscientes de que certas ... Uma vez, dizer que os judeus eram uma raça era antissemita, agora dizer que eles não são uma raça é antissemita. É loucura como a história brinca conosco.” O artigo tem recebido pouca cobertura da mídia Americana, mas atraiu a atenção de antissionistas e “supremacistas brancos antissemitas”, disse Elhaik. Casamento como o Senhor ordenou No casamento tradicional tem decretos de pobreza de morte que são dadas no altar sem que as pessoas percebam exemplo ( tu aceita fulano na pobreza ate que a morte vos separe ) já no casamento judaicos são atos proféticos de bençãos. Vou fazer uma renovação de aliança no modelo judaico. (Essas são razões de muitos casamentos destruídos no Brasil e no ... Os judeus não são uma raça! data de publicação: novembro 01, 2015 em: Anti-sionistas. Os judeus não são uma raça! Os Judeus não são uma Raça! pelo Dr. Alfred M. Lilienthal Dr. Alfred M. Lilienthal, historiador, jornalista e conferencista, é um graduado da Cornell University e da Columbia Law School. Durante a Segunda Guerra Mundial, ele serviu com o Exército norte-americano no Oriente Médio. Ele depois serviu no Departamento de Estado, como um conselheiro… • Em relação à teoria racial, a verdade é que os judeus não são uma raça. Qualquer pessoa no mundo de qualquer credo, cor ou raça pode se tornar um judeu. • A teoria econômica que cita que os judeus são ricos não é confiável. A história tem mostrado que, durante os séculos 17- 20, especialmente na Polônia e na Rússia, os ...

Excertos de misantropia

2020.08.07 15:23 Scalira Excertos de misantropia

Não tenho diplomas. Não sou mestre, não sou educada, não sou autoridade em coisa nenhuma. Não farei citações entre aspas. Não haverá, nestes textos, pífias notas de rodapé. Não deixarei que me consumam, também, os pensamentos, a arte; que me digam que há um jeito “certo” e “errado” de escrever. Ao contrário, deixarei que os pensamentos consumam e corroam, tais quais ácidos, essas verdades impostas, estes melindres, e que dissolvam à incoerência isso que é chamado ‘saber fazer’. Estes pensamentos não são nada mais que minhas reflexões. Digo e repito: não são estes os versos de uma pessoa estudada. Se quiserdes o manuscrito dogmático de um douto, logo peço, compre um livro. Só há aqui a verborreia de um ser que pensa. Pensa, logo sofre. Pensa, logo existe. Aceitem, pois, este mea culpa.
Talvez não venha como uma surpresa àqueles que são de meu mais próximo convívio a natureza misantropa de minha existência. A humanidade parece-me um subproduto de uma jornada evolutiva que não tão só não nos planejou, como também não se importa com nossa sobrevivência - se nem enquanto espécie, que dirá como indivíduos.
Sermos sencientes não nos confere nenhum lugar específico no universo caótico que nos produziu, muito menos um “pódio” evolutivo enquanto epítome da evolução. Somos mesquinhos o suficiente para alegar sermos não só a única espécie cognoscente em todo o universo, como também alardarmos que não há evolução possível além de nosso estágio atual: seríamos, então, a perfeição em seu estado puro; a combinação de tudo de melhor que a natureza é capaz de fornecer.
Para mim, ao contrário, a humanidade é o grande mal que consome este planeta.
Creio que nos acreditamos muito justos ao pensar que a consciência nos pôs acima das bestas, mas a verdade é que somos feras conscientes: não menos feras por nossa condição de raciocinar.
Não busco ignorar o bem potencial que nos é inerente. Há bondade e beleza na alma humana e, se o homem é inerentemente bom ou mal não me compete a discutir, por ora. Também deixemos as discussões etimológicas para um outro momento; haverá tempo, creio eu, para verborrar sobre todas as coisas. Mas, para fazer um palpite educado, digo que a natureza humana que se baseia em nossos instintos primordiais nos inclina para o mal. Não nego, aqui, esforços de indivíduos de natureza mais sensível a buscar a verdade e o bem, mas, enquanto espécie, fico eu com as evidências.
Em seus breves anos de cônscia existência a humanidade provou ser não só a pior coisa a acontecer ao planeta e à biodiversidade nele existente, como também a pior coisa a acontecer a si própria.
Somos dotados de imensa capacidade criativa, mas a mesma inventividade que nos agraciou com Mozart e Michelangelo, Da Vinci e Raffaello, também foi aquela que nos deu a bomba atômica, as armas biológicas, as bombas de fósforo; as armas de destruição em massa.
Há uma culpa biológica nisso, creio eu: não nos livramos da territorialidade dos primatas. Talvez o medo mais antigo em nosso cérebro reptiliano seja o medo do outro. O “outro” é o desconhecido. O “outro” é o mal a ser erradicado. Cremos ser o outro diferente de nós, e isso justifica que o subjuguemos. Breve que é a nossa existência enquanto espécie, criamos, ao longo da história, as mais estapafúrdias desculpas em ordem de proteger aquilo que é “nosso” e nos acreditamos no direito de justificar os meios por seus fins. Talvez isso tenha nos garantido alguma paz de espírito; tenha permitido que dormíssemos à noite com sangue em nossas mãos. Porém, mesmo com essa herança biológica, nossa herança cultural também sempre mostrou-se pronta a cindir nossa espécie e justificar nossa agressão por quaisquer meios que pudessem calar a incessante voz da consciência. Pois, caso ouvíssemos a razão, nos veríamos enquanto espécie, não enquanto indivíduos. Não enquanto “brasileiros”, “americanos”, “turcos”, “romenos”; “brancos” ou pretos”; “alemães” ou “judeus”, mas como humanos.
Se serve de algum consolo, creio que se nos houvesse um inimigo externo comum — uma ameaça extraplanetária — a humanidade se uniria em prol de combatê-lo, como um. Mas note que a mentalidade “nós ou eles”, “matar ou morrer” jamais nos abandonaria. Há uma precisão neurológica de oposição; uma necessidade de definir-se pelo contraste, por aquilo que não somos. A consciência de nós mesmos enquanto espécie parece indiferente ao ser humano em qualquer outra condição.
Não buscamos o engrandecimento e desenvolvimento da raça humana, mas, sim, e de forma obsoleta, poucos indivíduos aventuram-se no drama do desenvolvimento individual que, de quando em quando, repercute em avanço para a espécie. Nem sempre. Não igualemos avanço tecnológico com desenvolvimento da humanidade. As duas coisas não são sinônimas. A velocidade de produção e inovação hoje não tem precedentes e, ainda assim, toda essa tecnologia não tem sempre sido benéfica para a humanidade, sequer me iludo de que tenha tido tal nobre intento em sua produção e disseminação.
A humanidade ainda guia-se pelas mesmas bússolas de bolso que nos guiavam há cinquenta mil anos e o conformismo pode nos levar a dizer que “os problemas são os mesmos desde que o mundo é mundo”. Mas já não deveríamos tê-los superado, então? Somos inventivos o suficiente para levarmos o homem à Lua, mas não voltamo-nos para nós mesmos na tentativa de compreender o funcionamento da mente humana?
Argumentar-se-ia que há o viés religioso, a busca pela santidade. Também a psicologia, que tem nos mostrado caminhos para a compreensão deste complexo mecanismo que chamamos de mente. Mas a brevidade desta e o secularismo social daquele mostram-nos que o desenvolvimento do caráter não nos é, nem jamais foi, prioridade. Em comparação, os arsenais bélicos e a tecnologia militar não são só de última ponta, como também extremamente eficientes e inovadores de uma geração para outra. São tecnologias constantemente atualizadas.
Creio que terminarei aqui este excerto que já se estende e buscarei discutir novas questões à medida que os pensamentos vierem à mim, mas para não aborrecê-lo, ó leitor, deixarei-te aqui com estes desvarios da mente sensata e estes lugares comuns àqueles que vivem no planeta azul, inda que com os olhos entreabertos.
submitted by Scalira to desabafos [link] [comments]


2020.06.28 13:53 AntonioMachado [2016] Domenico Losurdo - Stalin e Hitler: Irmãos Gémeos ou Inimigos Mortais?

Artigo: https://www.marxists.org/portugues/losurdo/2016/03/29.htm
submitted by AntonioMachado to investigate_this [link] [comments]


2020.05.26 01:43 HerrHugoStiglitz Bolsonaro e nazismo: um flerte

Bolsonaro e o nazismo:
5 pessoas próximas, que influenciaram/foram influenciadas pelo Bolsonaro, são abertamente crentes de teorias nazistas. Muito provavelmente se eu fosse pesquisar outras pessoas próximas dele encontraria mais e mais neonazistas de merda.
Não bastando isso, eu traduzi e imprimi o discurso de Hitler "Proclamação a Nação Germânica", de Fevereiro de 1933 [8], trocando "Alemanha" por "Brasil" e "Marxistas" por "Petistas" e entreguei pra dois bolsonaristas da minha familia lerem. Nâo só concordaram COM TUDO que tava escrito, como perguntaram onde o Bolsonaro tinha feito esse discurso pois não tinham visto.
Os "conservadores" estão preocupados com "o comunavirus batendo na porta" (Weintraub falou isso) quando na verdade o nazismo já entrou e infectou a porra toda. E o mais triste é que mesmo se conseguir convencê-los de que estão sendo nazistas, provavelmente não vão ligar e continuar achando certo.
Fontes:
[1] Caso do Roberto Alvim: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-51153391
[2] Entrevista entre Salles e Molyneux https://revistaforum.com.bpolitica/ricardo-salles-da-entrevista-a-youtuber-fascista-para-melhorar-imagem-da-amazonia-no-exterio
[3] Fontes do Molyneux como um alt-right, nazi, supremacista branco, racista etc. https://en.wikipedia.org/wiki/Stefan_Molyneux#Alt-right,_racism_and_white_supremacy
[4] Weibtraub e o marxismo cultural https://exame.com/brasil/ministro-da-educacao-defende-combate-a-marxismo-cultural-em-universidade/
[5] Olavo de Carvalho e as teorias anti-semitas/nazistas https://theintercept.com/2019/11/22/olavo-odio-a-judeus/
[6] Olavo de Carvalho dando entrevista pro Stephan Molyneux https://www.youtube.com/watch?v=4qMSWlTDUKc
[7] Eduardo Bolsonaro falando sobre George Soros no facebook (link removido porque o subreddit tem regra que impede linkar facebook) (???)
[8] Discurso de Hitler http://www.hitler.org/speeches/02-01-33.html
submitted by HerrHugoStiglitz to brasil [link] [comments]


2020.04.30 15:54 trapaceiro_um Uma biografia forte para não subestimarmos o poder do extremismo e preconceito

Maus: A História de um Sobrevivente é um livro em forma de quadrinhos que conta a história de Vladek Spiegelman, um judeu polonês que sofreu as barbaridades nazistas junto com sua família, durante a Segunda Guerra Mundial. O livro - primeiro quadrinho a ganhar o Pulitzer - foi feito por seu filho. Nele, os nazistas são desenhados como gatos e os judeus, como ratos. Por isso o nome "Maus", rato, em alemão.
A família de Vladek tinha boas condições antes da guerra. Eram empresários do ramo de tecidos. Assim que a Alemanha dominou a Polônia, ele teve sua fábrica tirada dele e dada a oficiais alemães. Logo, foram expulsos de sua casa boa para morarem no gueto judaico, num apartamento para 4 pessoas, sendo que sua família tinha mais de 10 integrantes. Por fim, viu seus sobrinhos (crianças), cunhadas, sogros e avós de consideração serem enviados para Auschwitz. Sobrou somente ele e a esposa fugindo da insanidade nazista, chegando ao ponto de comerem madeira para não passarem fome.
Em tempos que uma parte das pessoas parece ter esquecido o que é regime ditador e totalitário, Maus é uma leitura super-importante para relembrar os erros do passado. Isso porque o livro quebra a visão exclusivamente política que temos da Segunda Guerra e nos faz enxergar o preconceito totalitário assassinando pessoas inocentes só por serem de determinada "raça", crença ou opinião.
submitted by trapaceiro_um to Livros [link] [comments]


2020.04.02 05:50 Vini_Skinhead Questionamentos a cerca do cristianismo

Valter Moraes Jesus morreu para salvar os pecadores, mas... ressuscitou JH McKenna, professor de História das Ideias Religiosas na Universidade de CA Irvine (EUA), sugeriu algumas simples reflexões que podem levar alguém a questionar a religião e a existência de Deus e, em consequência, se tornar ateu. Seguem 24 dessas reflexões 1 — Se Deus "revela" informações vitais apenas a algumas pessoas, isso mostra uma parcialidade injusta. Se Deus tivesse uma mensagem de salvação para a humanidade, por que ele não a tornou acessível a todos? 2 — Os mandamentos morais de Moisés não eram de modo algum "revelações" porque todas as tribos do planeta haviam chegado milênios antes a essas regras. 3 — Se Deus falou para o mundo, todos os cristãos estão convencidos da clareza e objetivo de suas palavras. Mas o que se tem é a discordância entre inúmeras seitas. As palavras de Deus existem para semear a paz ou a discórdia? 4 — Jesus como "filho de Deus" é tão suspeito como todos os outros "filhos de Deus" antigos cujas mães foram impregnadas por um ente divino. A propagação desse mito era comum no tempo em que o cristianismo surgiu e o cristianismo simplesmente o adotou. 5 — Nenhum sistema de justiça pode aceitar a morte de um inocente para salvar um culpado, o que significa que a crucificação de Jesus não é uma ideia moral. 6 — Se Jesus veio à Terra para 'sofrer' por nossos pecados, então ele deveria ter vivido muito tempo para passar por mais agruras. Ele deveria ter suportado uma doença incapacitante por dez anos, por exemplo. Deveria ter contraído demência. Deveria ter morrido de angústia mental e física aos 93 anos, não com 33. Em vez disso, Jesus morreu no auge de sua juventude e, depois de sofrer por três horas em uma tarde de sexta-feira, voltou para o paraíso. Ao longo do tempo, milhões de pessoas vêm sofrendo mais do que Jesus. E muitas delas aceitariam morrer jovens se soubessem que voltariam à vida três dias depois com fama, vida eterna e lugar garantido no paraíso. 7 — Se o propósito de Jesus era "morrer" pela humanidade, não faria diferença a causa de sua morte. Ele poderia ter morrido de varíola, de dengue ou ter dado uma escorregada fatal em uma casca de banana. 8 — Deus levou apenas seis dias para criar o universo. Por que ele não pode salvar a humanidade de uma só vez em uma semana? Milhares de anos precederam Jesus e ainda a maioria das pessoas não foi salva. 9 — Se Deus é tão poderoso como relata a Bíblia, por que ele ficou cansado com apenas seis dias de trabalho? 10 — Se Jesus tivesse a intenção de iniciar um novo sistema religioso, ele o teria escrito durante sua vida, como dezenas de profetas judeus anteriores. 11 — Jesus não praticava o que dizia: não amava seus inimigos e os repreendia com uma amargura injustificada. 12 — Um castigo eterno e atormentador sem reabilitação para os infratores é talvez a ideia mais imoral que alguém pode conceber E, no entanto, Jesus pregou o inferno. 13 — Como a maioria das pessoas que já viveram não foi cristã, ela foi para o inferno — e assim Satanás já ganhou a guerra contra Deus. 14 — Um plano de salvação que consiga salvar apenas uma pequena fração da raça humana é um plano de resgate fracassado. 15 — Há muitas discrepâncias nos evangelhos, como as histórias distintas sobre a ressurreição de Jesus. Quem afinal foi colocado no sepulcro? Quantos anjos estavam lá? O que os anjos estavam fazendo? Quem viu Jesus primeiro? Quando e onde Jesus apareceu pela primeira vez aos seus discípulos após ter ressuscitado? Onde Jesus subiu ao céu? Cada um dos quatro evangelhos tem informação diferente entre si para essas questões. Assim, como é possível dar um mínimo de crédito à Bíblia? 16 — José não teve nem um pouco de ciúmes quando soube que sua mulher foi impregnada por um fantasma? José, afinal, tinha sentimentos de humanos. Ou não? 17 — Como Maria, uma mulher casada já há algum tempo, podia continuar sendo virgem? José era impotente? A Bíblia não explica. 18 — Por que Deus não criou com barro uma mulher para ele, em vez de botar chifres em José? A atitude de Deus não se sustenta moralmente. 19 — Por que Judas e Pilatos não são considerados santos considerando que eles foram os responsáveis diretos pela morte salvadora de Jesus? Por que não há nas igrejas estátuas dos dois? 20 — Cristianismo diz que houve uma guerra no céu entre a turma de Satanás e os anjos de Deus. Como pode haver guerra entre seres sobrenaturais que não podem ser feridos e que não sangram? 21 — Se anjos pecaram no céu, como Satanás e seus rebeldes, os humanos não poderão fazer o mesmo quando chegarem lá? 22 — O que determina a religião das pessoas é a geografia. Quem nasce no Brasil, por exemplo, tende fortemente a ser cristão porque a grande maioria da população é cristã. Por isso, é justo que bilhões de chineses, para pegar só um caso, sejam mandados por Deus para o inferno porque em seu país praticamente não existe o cristianismo? 23 — Sem doutrinar crianças, poucas pessoas adotariam uma religião. As crianças se tornam crentes por intermédio de lavagem cerebral feita pelos seus pais e sociedade. Isso é justo? 24 — Teístas lutaram contra teístas até a morte por milhares de anos. Mas homens da ciência não lutam entre si. Exemplo: químicos não matam botânicos ou astrônomos não assassinam geólogos. 25 — O salmista que escreveu que "só um tolo diz em seu coração que não há Deus" quis dizer na verdade que "só um tolo não tem medo de anunciar sua incredulidade, em vez de guardá-la em segredo em seu coração". Com tradução para o português e síntese feitas por este site de texto publicado no Huffington Post. PEGUEI O TEXTO DE UM COMENTÁRIO NO FACEBOOK, NÃO SOU O DONO DELE, NEM O CARA QUE COMENTOU É, POREM ACHEI BONS QUESTIONAMENTOS.
submitted by Vini_Skinhead to brasilivre [link] [comments]


2020.03.21 07:32 Keynshak PROPOSTA DE PAZ ENTRE OS OROCNAZIS E OS OROCNISTAS - Tratado de NetoLand

Olá irmãos e irmãos, venho aqui fazer uma proposta a todos. Eu sou um dos líderes dos Orocnistas e venho aqui solicitar um fim a este conflito que ja tomou proporções inimigináveis que chegam até a alterar o curso natural de outros universos. Como vocês bem sabem, nós iniciamos um conflito do qual ja levou a um grande banho de sangue e um massacre dos arianos perante tantos ataques consecutivos e poderosos vindos de nossa parte. Para que o extermínio dessa raça superior não ocorra, agora que todos ja conhecem o caminho da dor, acredito que como seguidor do grande pensador Pain, nós já estamos preparados para um tratado de paz. Para isso trago a sugestão de um promotor de paz chamado ComboBraker7 que sugeriu a união dos Orocnazis e Orocnistas em um único grupo; juntando nossa força com a raça superior de vocês, poderemos juntos tomar o controle de todos os universos existentes e vivermos em hamonia e glória para sempre, salientando que se nós baixarmos a guarda para perigos externos poderemos ser conquistados pelo capitalismo opressor, rival em comum nosso.
Como termos desta proposta de paz estão: ▫️ Fim dos memes rivalizando os dois grupos; ▫️União militar em caso de ataques democráticos; ▫️Compreensão de que ambas as ideologias são melhores juntas do que separadas e; ▫️Substituição do extermínio de judeus por árabes, ja que todos odeiam arabes e eles se multiplicam q nem inseto e podem tomar o mundo de nós, tornando-se uma ameaça para os ideias da nossa grande nação eslavo-ariana.
⚠️Aviso! Esta é uma proposta amistosa que busca por fim a um conflito que só trará e traz prejuízos a comunidade do orochinho, se alguém continuar com os ataques mesmo depois do acordo ser feito, a responsabilidade é dessa pessoa e não do grupo e essa pessoa pode sofrer ataques da união eslavo-ariana.
O acordo está exposto acima e eu espero que os outros líderes pensem em prol da harmonia no reddit do orochinho, nosso amado lar.
Ass.: Keynshak, Líder dos Comunistas da Amazônia.
submitted by Keynshak to orochinho [link] [comments]


2020.02.27 18:40 AntonioMachado [2020] Jodi Dean - O modo de dominação nazi-fascista segundo Zizek

Artigo: https://eleuterioprado.files.wordpress.com/2020/02/o-modo-da-dominac3a7c3a3o-nazista-segundo-zizec-1.pdf
--------------------------------------------------------------------
1- à luz dos quatro discursos descritos por Lacan: discurso de mestre, discurso da universidade, discurso da histérica e discurso da psicanálise ou da teoria crítica em geral, aos quais correspondem respectivamente as atividades de governo, educação, desejo e análise
submitted by AntonioMachado to investigate_this [link] [comments]


2019.09.10 02:15 EraPossible Qual o "lado certo" em Shingeki no Kyojin?

Fico vendo certas pessoas falando que não há um "lado certo" nessa história... Os Marleyneanos é quem são os malvados!!! São eles quem trancafiaram um povo em um gueto e usam esse povo como bucha de canhão em suas próprias guerras. Viver como prisioneiros dentro de uma gaiola e ser rechaçado, humilhado e menosprezado como uma "raça impura" por toda a vida é colossalmente pior do que a morte numa guerra. É por isso que existe sim um lado "malvado". Se os eldianos foram perversos na antiguidade? Se sim, se não... não sei! Mas ter aprisionado gerações de um povo que nem ao menos viveram na época dessa guerra não é uma atitude de "reparação" cabível. Portanto, quando vocês estiverem assistindo ou lendo críticas de Shingeki na internet, desconfie de pessoas que dizem que "não há um lado errado na história" ou de que "Marley teve seus motivos...", porque aposto que esse mesmo tipo de pessoa diria que Hitler, na época da segunda grande guerra, também tinha "seus motivos" para fazer o que fez com os judeus.
submitted by EraPossible to ShingekiNoKyojinBR [link] [comments]


2019.05.07 22:10 PumpKkN Resumo de historia etc to cansad

Resumo de historia etc to cansad
Vou começar pela parte importante:
Os princípios do fascismo são:
- Totalitarismo: Controlavam a sociedade e reprimiam qualquer tentativa e manifestação individual.
- Nacionalismo: A nação era um objeto de adoração para os fascistas, que abriam mão de seus interesses e direitos individuais em favor dela. As bandeiras e os hinos passaram a ser fervorosamente valorizados e exaustivamente difundidos, reforçando a ideia de coesão social em torno da pátria.
- Militarismo: Os fascistas viam a guerra como a melhor ocasião de provar sua superioridade sobre os demais povos. Além disso, a militarização da população era uma forma de reforçar os laços nacionalistas e encobrir as dificuldades econômicas.
- Culto à força física: A reflexão individual era desestimulada. Os fascistas pregavam que, em vez da razão, os indivíduos deveriam usar o instinto e a força física, pelo bem da pátria.
- Culto ao líder: Os líderes apresentavam à nação como indivíduos infalíveis, capazes de conduzis seus países rumo à grandeza e à glória.
Ok, vou continuar na ordem da apostila.
CAPÍTULO 5, O PERÍODO ENTREGUERRAS: A ERA DOS CONTRASTES.
A euforia norte-americana
Os anos 1920 entraram para a história dos EUA como uma fase de glória e prosperidade. O país era responsável por cerca de 30% da produção industrial e agrícola mundial. A indústria automobilística, a construção civil e o setor elétrico alavancavam a economia e estimulavam a expansão nacional.Confiantes na prosperidade, os norte-americanos consumiam como nunca. Carros, máquinas de lavar, rádios, entre outros bens, faziam a alegria da classe média. Era o chamado American Way of Life, ou seja, o estilo de vida americano, em que o nível de felicidade das pessoas podia ser medido de acordo com a quantidade de bens que conseguiam adquirir.
Esse consumismo todo acabou gerando alguns problemas... Em 1929, 90% da riqueza nacional pertencia a apenas 13% da população. Por causa disso, não havia muitas pessoas comprando e as indústrias precisavam exportar para acompanhar a produção, porém, a Europa não tinha condições de comprar pois eles estavam se reconstruindo após os ataques da Primeira Guerra Mundial.Com isso, gerou uma crise de superprodução. Este período de estagnação econômica que se seguiu a 1929 ficou conhecido como Grande Depressão. Neste período, milhares de bancos, indústrias e lojas faliram. Milhões de pessoas perderam seus empregos e casas. Poucos tinham dinheiro para comprar bens, portanto as indústrias e lojas não tinham para quem vender. (Esqueci da quebra da Bolsa de Valores).
Caderno da Livia
Os EUA só conseguiram reagir à crise a partir de 1933, quando um novo presidente, Franklin Roosevelt, implementou um plano de recuperação econômica chamado New Deal (Novo Acordo), baseado nas teorias econômicas de John M. Keynes. Este economista britânico defendia que o Estado intervisse na economia para regulá-la.
Os empréstimos norte-americanos foram fundamentais para os países europeus se reconstruírem após a Primeira Guerra Mundial. No entanto, o rastro de destruição e as dificuldades deixados pelo conflito criaram condições para o surgimento e/ou crescimento de movimentos políticos que propunham soluções radicais para os problemas enfrentados pela maioria da população.Um desses foi o comunismo, cujos ideais haviam se propagado rapidamente na Europa depois do sucesso da Revolução Russa de 1917. O outro foi o fascismo, que se firmou como proposta anticomunista e restauradora da ordem...
CAPÍTULO 6, TEMPOS SOMBRIOS: A ASCENSÃO DO FASCISMO E DO NAZISMO NA EUROPA
O termo fascismo vem do termo italiano fascio, que significa feixe.
*Agora vem a parte que eu escrevi no começo\*
A ASCENSÃO DO FASCISMO NA ITÁLIA

Ao final da Primeira Guerra Mundial, a Itália também era um país em crise. Nesse contexto, muitos italianos foram atraídos pelo fascismo e por seu principal líder, Benito Mussolini. Uns, por temerem o comunismo; outros, por desejarem uma solução rápida para a crise econômica; outros ainda por se identificar com as ideias autoritárias propostas.Em 1922, para pressionar o governo, os camisas-negras (...)
Antes de continuar, é preciso saber que o país estava dividido: de um lado, as Ligas Vermelhas, de inspiração comunista, tentavam incitar as camadas descontentes da população a fazer uma revolução; de outro, os camisas-negras (como eram chamados os adeptos do fascismo) recebiam apoio latifundiário e capitalistas e propunham um governo forte e autoritário para superar a crise.
(...) os camisas-negras organizaram na capital italiana uma enorme passeata, que ficou conhecida como Marcha sobre Roma.
Pressionado pela Marcha sobre Roma, o rei Vítor Emanuel III nomeou Mussolini primeiro-ministro, entregando-lhe o governo do país.
Tratado de Latrão: concedeu autonomia ao Estado do Vaticano em troca do apoio ao Mussolini
NAZISTAS CONTRA COMUNISTAS
Dois grupos políticos cresceram na Alemanha, ambos prometendo soluções rápidas para os graves problemas econômicos: a Liga Spartacus, que mais tarde se tornou o Partido Comunista da Alemanha, liderado por Karl Liebknecht e Rosa Luxemburgo, e o Partido Nazista, de orientação fascista, cujo principal líder era Adolf Hitler.Os comunistas propunham uma revolução que pusesse fim ao capitalismo. Os nazistas culpavam a democracia, os países estrangeiros e os judeus pela crise econômica. Eram extremamente anticomunistas e antissemitas, propunham a manutenção do capitalismo, além de um governo fortemente centralizado, com tendências expansionistas.Fortalecidos pela crise e financiados pela burguesia, os nazistas tentaram tomar o poder em novembro de 1923, no chamado Putsch de Munique**. A situação foi controlada e Hitler foi preso. Nos meses que ele passou na cadeia, escreveu o livro** Mein Kampf (minha luta), que mais tarde se tornou a "cartilha" dos nazistas.
A Alemanha voltou a se agravar com a crise de 1929.
Os resultados se revelaram nas eleições de 1932: dos deputados eleitos para o Reichstag, o Parlamento, 44% eram do Partido Nazista. Isso lhes deu poder suficiente para pressionar o então presidente Hidenburg a nomear Adolf Hitler chanceler da Alemanha, o que aconteceu em 1933.
A propaganda foi muito importante para a propagação do nazismo.
A MÁQUINA DE PERSEGUIÇÃO
Basicamente, eram perseguidos todos aqueles que não se encaixavam à "Raça Ariana". Por exemplo, os judeus, os deficientes físicos e os negros. Os alemães acreditavam que eram os humanos perfeitos.
submitted by PumpKkN to u/PumpKkN [link] [comments]


2019.05.04 05:04 cheffer77 Texto sobre a comparação entre a Economia Nazista e a Fascista

Texto sobre a comparação entre a Economia Nazista e a Fascista
Pessoalmente, Hitler afirmou que o plano econômico da Alemanha Nazista era não ter plano algum, como relatado por Hans-Joachim Braun em The German Economy in the Twentieth Century. Hitler também era contra a estatização de bancos e certas indústrias, principalmente a de alimentos. Aqui eu gosto de citar o exemplo da Fanta, que foi criada pela The Coca-Cola Company na Alemanha em 1940. O que Hitler acreditava ser viável, no entanto, era a estatização de recursos considerados estratégicos. No caso, vitais para um esforço de guerra. Isso inclui, por exemplo, a indústria siderúrgica e armamentista. Os nazistas não tinham necessariamente um plano econômico para além disso, e geralmente concentravam o poder econômico em corporações alemãs. Esse esquema corporativista é uma reminiscência do modelo fascista italiano, mas o texto mencionará sobre isso depois.
De qualquer forma, Hitler também se apropriou de alguns elementos econômicos da República de Weimar. Principalmente aquilo que dizia respeito às políticas assistencialistas, que foram implementadas pelo governo social-democrata (que estava no poder desde a proclamação da república) para lidar com a crise gerada pela hiperinflação. Parte disso vem do próprio ministro da economia nos anos finais da República de Weimar e no início do governo nazista, Hjalmar Schacht. O nazismo tinha sim welfare state, mas com um porém. Não só isso era uma herança da República de Weimar, como os benefícios sociais eram restritos a aqueles que eram de raça ariana. Ou seja, judeus estavam terminantemente proibidos de receber os benefícios do welfare state nazista, o que coloca a economia nazista mais uma vez em algo que não pode ser rigidamente classificado como "liberal" ou "estatista". Quem explica isso é o Götze Aly em Hitler's Beneficiaries: Plunder, Racial War, and the Nazi Welfare State. Talvez seja válido explicar,também, que a economia nazista é difícil de ser encaixada em um paradigma porque boa parte de sua prática foi durante a guerra, e economia de guerra requer uma estatização de muitas empresas, como ocorreu não só na Alemanha, mas nos EUA e no Reino Unido. No caso, controlar alguns recursos que estão nas mãos da iniciativa privada fazem parte para redirecionar esses recursos para os esforços de uma guerra total, que era o que estava ocorrendo na Segunda Guerra Mundial.
No geral, a gente pode classificar a economia nazista, no mínimo, como sincrética. Não era completamente socialista, tampouco totalmente capitalista. E a fronteira entre essas duas coisas eram muito borradas ao longo da Segunda Guerra Mundial, seja nos EUA ou na URSS.
A economia da Itália fascista, no entanto, só tinha algo de similar com a economia nazista na própria citação do Hitler: "Nossa teoria econômica é que não temos teoria econômica alguma."
Talvez seja importante ressaltar que tanto o nazismo quanto o fascismo tinham como base política a mera alternativa à esquerda e à direita. Os planos para economia de ambos os regimes políticos, como eu deixei claro na mensagem anterior, eram virtualmente nulos. No entanto, Mussolini tinha algo um pouco mais concreto do que Hitler para oferecer à Itália. Esse algo se chama "dirigismo". O dirigismo é uma teoria econômica que pressupõe a aliança entre o governo e determinadas empresas privilegiadas para a direção de investimentos e subsídios. Quem explica isso com calma é Tibor Ivan Berend em An Economic History of Twentieth-Century Europe. Nesse livro, ele classifica o dirigismo como uma característica econômica típica dos regimes autoritários do Mediterrâneo, principalmente da Itália Fascista, mas ele inclui o regime salazarista nesse modelo também. Em Under the Axe of Fascism, o historiador contemporâneo Gaetano Salvemini resume o modelo econômico fascista na frase "O lucro é individual e privado, a perda é pública e social." No caso, as políticas dirigistas de Mussolini haviam favorecido de uma forma clara as grandes empresas, concentrando renda nas camadas sociais mais altas, enquanto o povo no geral não conseguia promover a tão desejada ascensão social. O dirigismo de Mussolini, no entanto, tinha um revés para as empresas privadas: para contar com os subsídios estatais, esses recursos precisariam estar à disposição do Estado caso eles precisassem. Mussolini não só encorajava a manutenção da propriedade privada, a própria população italiana no geral também a defendia, alegando que a liberdade individual é impossível sem a propriedade privada. Esse discurso, no entanto, contrastava muito com o sul da Itália, que era predominantemente camponês, uma realidade que prevalece até hoje.
É interessante notar que o pobre, para o fascismo, merecia ser explorado pelo simples fato de ser pobre. Isso tem raízes no pensamento do darwinismo social, de quem o fascismo chegou a se influenciar. Isso também explica o incentivo propagandístico massivo para a obtenção de propriedade privada já que, não só isso era algo a ser desejado, mas também um status de superioridade social. A economia fascista, assim como a nazista, chegou a estatizar alguns setores e privatizar outros, como foi exemplificado por Germà Bel em Against the mainstream: Nazi privatization in 1930s Germany. As privatizações nessa época na Alemanha, no entanto, foram muito menos frequentes daquelas que ocorreram na Itália, o que coincide com um discurso mais forte na defesa da propriedade privada por Mussolini, e um desvio desse foco no discurso de Hitler, por mais que ele também defendesse a ideia de propriedade privada. Por mais que também houvesse uma defesa dos dois pilares econômicos do fascismo (produtivismo e sindicalismo), os sindicatos eram necessariamente alinhados ao governo, e toda e qualquer manifestação contrária vinda dos trabalhadores era punida com a prisão, principalmente greves. Isso foi feito especificamente para privar os trabalhadores, no geral, de interferirem na economia. Esses dois pilares, no entanto, foram influência da política de Lenin do comunismo de guerra, ou capitalismo de Estado, que ele implementou logo após a revolução. A desculpa de Mussolini era que o destino da nação era mais importante para ficar incomodado com medidas econômicas comunistas.
Fora isso, dá pra definir a economia fascista em duas fases: a primeira, exemplificada pelo já citado economista Germà Bel, como uma aliança entre o Estado e as grandes corporações através de privatizações massivas, nunca vistas na Europa antes, também em um esforço para industrializar a nação. Conforme Mussolini foi ficando cada vez mais consolidado no poder, ele foi abandonando as premissas do laissez-faire que sempre havia defendido e passou a defender cada vez mais medidas protecionistas e intervencionistas, tendo como influências o próprio John Maynard Keynes. O keynesianismo à italiana, no caso, acabou resultando no modelo clássico que conhecemos como corporativismo, onde certas corporações conseguiram crescer às custas do governo e assumiram um forte poder social nesse ínterim.
Tendo como influências a economia comunista, o keynesianismo e o dirigismo, conflagrando o modelo clássico que temos atualmente por corporativismo, classificar a economia fascista é uma tarefa extremamente árdua, que nenhum economista tentou fazer a não ser para colocá-la em seu próprio patamar. Tanto no caso da economia nazista quanto da economia fascista, ambos são modelos únicos que não foram replicados em local algum, e a sua característica híbrida só dificulta uma comparação própria com outros modelos presentes atualmente.
Na foto, Mussolini discursando no Dia dos Trabalhadores, em 1935.

https://preview.redd.it/idvnjgj014w21.png?width=720&format=png&auto=webp&s=169a23e968d1574d3c7f82aa5e57fdf5b55363c7
submitted by cheffer77 to brasilivre [link] [comments]


2019.04.04 22:29 Cofto21 10 curiosidades sobre o nazismo.

Já que tudo mundo está falando sobre o nazismo.... Que tal alguns fatos históricos sobre o nazismo?
1- Quando "dominassem o mundo", os nazistas pretendiam criar um museu chamado "Museu Da Raça Extinta". O planejamento do que seria o museu começou em 1942, e os nazistas começaram a coletar bens dos judeus e tirar fotos deles para servir como futura "memória" da "raça extinta". Depois que eles começaram a perecber que poderiam perder a guerra, Hitler ordenou a destruição de tudo. Porém, nem tudo foi destruído e é possível ver os bens coletados pelos nazistas em um museu do holocausto em Praga.
2-Hitler teve apoio financeiro de várias grandes empresas que existem até hoje entre elas- Volkswagen- que foi na verdade fundada pelos nazistas e usou trabalho escravo dos campos de concentração. BMW- Usou trabalho escravo no regime nazista. Mercedes- produziu equipamentos para o exército nazista (usando trabalho escravo) . Hugo Boss - que produzia e fazia o design dos uniformes da SS. E Coca Cola- que passou a fabricar suas bebidas na Alemanha depois de receber sanções nos EUA. A famosa bebida "Fanta" foi criada pela Coca Cola especificamente para os nazistas.
3-Adolf Einchmann foi responsável pela deportação de centenas de milhares de judeus a campos de extermínio. Nos anos 60 ele foi capturado pelo Mossad (serviço secreto de Israel) na Argentina e levado a julgamento em Jersualém. Seu julgamento foi muito repercutido, e o que mais chocou as pessoas foi que Eichmann não era um seguidor fanático de Hitler e sim um burocrata. Eichmann não demonstrou arrependimento e justificou seus atos dizendo que "estava apenas cumprindo ordens". A defesa que ele fez de suas atrocidades foi a inspiração para Hannah Arendt escrever seu famoso livro- "A banalidade do mal". Eichmann foi a segunda e a última pessoa a receber a pena de morte em Israel.
4- Apesar do nazismo ser um movimento anti intelectual por natureza, uma grande parte da elite intelectual e principalmente da comunidade científica da Alemanha aderiram ao Nacional Socialismo. O mais famoso deles é o filósofo Martin Heiddeger.
5- Vocês conhecem o temido juiz nazista-Roland Freisler? Roland Freisler era o presidente do "Tribunal Popular"- a mais alta corte do Terceiro Reich; e era responsável por julgar oponentes políticos do regime. Os julgamentos eram uma farsa, o réu já estava condenado antes mesmo de pisar na corte. Era comum Freisler gritar com os réus e humilha los . Goebbles (ministro da propaganda de Hitler) mandou que os julgamentos do Freisler fossem gravados e exibidos nos cinemas para causar medo na resistência, ele depois voltou atrás quando viu que as humilhações do Freisler faziam o público sentir simpatia pelos réus. Freisler foi responsável por 5.000 sentenças de morte na Alemanha de Hitler. E apesar da imensa lealdade que ele tinha a Hitler e aos ideais nazistas, quando Goebbles levantou a possibilidade dele ser apontado como ministro da justiça ( depois que o anterior morreu) , Hitler teria respondido, "aquele velho Bolchevique? não!", ( uma referência a militância comunista que Freisler fez na juventude). Roland Freisler morreu quando uma bomba das forças aliadas atingiu seu tribunal.
6- Nos campos de concentração, os prisoneiros era obrigados a usar um distintivo em forma de triângulo. Os nazistas colocavam cores diferentes para identificar as razões pelas quais os prisoneiros estavam ali. Judeus usavam um triângulo amarelo, homossexuais usavam um triângulo rosa, testemunhas de Jeová usavam um triângulo roxo, criminosos alemães comuns usavam um triângulo verde ( e tinham benefícios especiais no campo), e prisoneiros políticos usavam um triângulo vermelho.
7- Apesar do presidente Franklin Roosevelt ser pintado como o grande herói da segunda guerra, há controvérsias a respeito de sua ação ou melhor inação em relacão á perseguição dos judeus na Alemanha . Quando um navio com centenas de refugiados judeus alemães chegou nos EUA, o presidente Franklin Roosvelt se recusou a aceita los, mesmo sabendo das perseguições que eles sofriam; eles tiveram que retornar á Alemanha e o futuro deles todos nós sabemos... Em 1933, milhares de americanos saíram as ruas para pedir uma reação do governo á Alemanha nazista. Roosevelt respondeu que os EUA não deve interferir em assuntos domésticos de outros países. Muitos acusam Roosevelt de ter abandonado deliberadamente os judeus europeus.
8- Houve uma associação de judeus que apoiou Hitler durante as eleições de 1933 chamada "Associação dos Judeus Nacionalistas Alemães". Eles acreditavam que o antissemitismo de Hitler não era sério e era apenas retórica eleitoral. Depois que Hitler assumiu o poder, o líder da associação- Max Neuman foi mandado a um campo de concentração.
9- Em 1938, um adolescente judeu assassinou um diplomata nazista. Isso deu início a famosa "noite dos cristais"; forças paramilitares e civis alemães começaram a quebrar e invadir casas, lojas, escolas e hospitais de judeus. Mais de mil sinagogas foram incendiadas. Milhares de judeus espancados ou mal tatados. Centenas de judeus foram assassinados. A polícia alemã recebeu ordem do Goebbles a não intervir, e assim aconteceu. Jornalistas estrangeiros que trabalhavam na Alemanha ficaram perplexos e esse acontecimento chocou o mundo inteiro e deu dimensão ao ódio e a perseguicão que os judeus sofriam na Alemanha. A revista Times escreveu na época- "Nenhum propagandista estrangeiro se dedicou a enegrecer a Alemanha antes que o mundo pudesse superar o número de incêndios e espancamentos, de assaltos violentos a pessoas indefesas e inocentes, que desonraram aquele país ontem."
10- Os nazistas acreditavam que o judaísmo não era apenas uma religião mas uma raça. Pelas leis de Nuremberg bastaria um avô ou avó seu ser judeu para ter o sangue "sujo" . fun fact- hoje em dia, para ter direito a "Aliyah"( uma lei em Israel que permite a todo judeu de qualquer parte do mundo morar lá) e cidadania israelense, eles usam os mesmos critérios: é preciso ter pelo menos um avô ou avó judia para ser elegível. Na Aliyah o governo israelense paga seu passaporte, com direito a assitência social, médica, econômica quando chega lá e outros benefícios. Então né, galerinha com "sangue sujo" daqui, se as coisas ficarem feias no Brasil, vocês sempre tem Israel a vossa espera ;)
Então é isso galera, essas são as 10 curiosidades sobre esse período extremamente obscuro da história da humanidade. Espero que vocês tenham aprendido algo novo hoje :)
Food for thought- um ditado famosinho na Alemanha vai assim: " Se há 10 pessoas conversando em uma mesa e um nazista chega senta e ninguém se levanta, então há 11 nazistas na mesa".
submitted by Cofto21 to brasil [link] [comments]


2019.02.09 19:12 Antipido Purgatório

Uma vez eu encontrei uma pessoa,
Que me disse:
"Os judeus são indubitalvente uma raça, mas eles não são humanos"
Eu não sabia muito bem o que ele quis dizer com isso,
a gente era pequeno e ele já pensava desse jeito.

-DÉCADAS DEPOIS-

Hoje eu sei que aquilo não foi certo,
mas foi necessário para o Mundo ACORDAR!

Todas aquelas pessoas que sofreram,
hoje são muito mais fortes.
Mas isso não quer dizer que o ato feito foi certo...

Porém o Mundo precisava passar pro mais uma CATÁSTROFE,
para as pessoas começarem a AGIR...



Escrito:
Por uma pessoa com os pensamento e ideias confusas
submitted by Antipido to u/Antipido [link] [comments]


2018.10.20 20:11 notanalternateaccoun Quando alguém falar que Hitler chegou ao poder sendo moderado e que so falou em campos após tomar o poder, mostrem a eles esse discurso.

Vejo muitos comparando o Bolso com Hitler (não aqui obviamente) sem entender a real realidade de como Hitler chegou ao poder:
A economia é um assunto secundário. A história mundial nos ensina que nenhum povo se tornou grande por meio da economia: foi a economia que os levou à ruína. Um povo morreu quando sua raça foi desintegrada. A Alemanha também não se tornou grande por meio da economia. Um povo que em sua própria vida perdeu a honra se torna politicamente indefeso, e depois se torna escravo também na esfera econômica.
A internacionalização hoje significa apenas judaização. Nós, na Alemanha, chegamos a esse ponto: que sessenta milhões de pessoas vêem seu destino de mentir à vontade de algumas dúzias de banqueiros judeus. Isso só foi possível porque a nossa civilização foi primeiramente judaizada. O enfraquecimento da concepção alemã de personalidade pelas palavras de ordem tinha começado muito antes. Idéias como 'Democracia', 'Maioria', 'Consciência do Mundo', 'Solidariedade Mundial', 'Paz Mundial', 'Internacionalidade da Arte', etc., desintegram nossa consciência racial, produzem covardia, e assim hoje nós são obrigados a dizer que o simples turco é mais homem do que nós. Nenhuma salvação é possível até que o portador da desunião, o judeu, tenha se tornado impotente para causar dano.
  1. Devemos chamar a atenção para os criminosos de novembro de 1918. Não pode ser que dois milhões de alemães tenham caído em vão e que, depois, alguém se sentasse como amigo na mesma mesa com traidores. Não, nós não perdoamos, nós exigimos - Vingança!
  2. A desonra da nação deve cessar. Para os traidores da pátria e dos informantes, a forca é o lugar certo. Nossas ruas e praças mais uma vez levarão os nomes dos nossos heróis; eles não serão nomeados após os judeus. Na questão da culpa, devemos proclamar a verdade.
  3. A administração do Estado deve ser livrada da ralé que é engordada na banca das partes.
  4. A frouxidão atual na luta contra a usura deve ser abandonada. Aqui a punição apropriada é a mesma que para os traidores de sua pátria.
  5. DEVEMOS EXIGIR UMA GRANDE ILUMINAÇÃO SOBRE O TEMA DO TRATADO DE PAZ. COM PENSAMENTOS DE AMOR? NÃO! MAS EM ÓDIO CONTRA OS QUE NOS ARRUÍNAM.
  6. As mentiras que encobrem os nossos infortúnios devem cessar. A fraude da presente loucura do dinheiro deve ser mostrada. Isso endurecerá o pescoço de todos nós.
  7. COMO FUNDAÇÃO PARA UMA NOVA MOEDA, A PROPRIEDADE DOS QUE NÃO SÃO DO NOSSO SANGUE DEVE FAZER SERVIÇO. Se as famílias que viveram na Alemanha por mil anos forem agora expropriadas, devemos fazer o mesmo com os usurários judeus.
  8. EXIGIMOS IMEDIATAMENTE A EXPULSÃO DE TODOS OS JUDEUS QUE ENTRARAM NA ALEMANHA DESDE 1914, e de todos aqueles que também, por meio de trapaças na Bolsa de Valores ou por meio de outras transações obscuras, ganharam sua riqueza.
  9. A escassez de habitação deve ser aliviada através de ação energética; casas devem ser concedidas àqueles que as merecem. Eisner disse em 1918 que não tínhamos o direito de exigir o retorno de nossos prisioneiros - ele estava apenas dizendo abertamente o que todos os judeus estavam pensando. As pessoas que pensam assim devem sentir como a vida prova em um campo de concentração!
Os extremos devem ser combatidos por extremos. Contra a infecção do materialismo, contra a pestilência judaica, devemos manter um ideal flamejante. E se outros falam do mundo e da humanidade, nós dizemos a pátria - e somente a pátria!
Referencias: The Speeches Of Adolf Hitler 1921-1941
submitted by notanalternateaccoun to brasilivre [link] [comments]


2018.04.17 23:40 downvoter300 Esclarecimentos sobre as regras do sub: Racismo, Misogenia e Spam.

Então galera, eu não queria fazer esse post imenso mas... Cuidado com o que posta no /brasilivre.
Brincadeiras à parte, sinto que precisamos esclarecer algumas coisas.

Racismo

tl;dr Estão proibidos posts claramente racistas.
Há alguns dias atrás eu e o ssantorini estavamos conversando sobre o que fazer sobre posts racistas.
Eu tenho como um princípio muito importante do sub que as regras do Reddit são suficientes e que não precisamos de ir além delas criando novas regras, e que os moderadores devem ser quase invisíveis, interferindo só o absolutamente necessário na dinâmica das discussões.
Mas ao mesmo tempo ele levantou o argumento de que poderiam usar postagens racistas para derrubar o nosso sub. Ele levantou também o argumento de que, como racismo é crime no Brasil, é bem provável que alguém jogue o nosso sub na Safernet e o Reddit, recebendo a denúncia, resolva simplesmente deletar o sub para evitar problemas ao invés de dialogar conosco primeiro.
Então nós enviamos um email há alguns dias para os admins do Reddit sobre o assunto.
Eles não responderam a mensagem, mas há 6 dias abriram um AMA e um usuário perguntou exatamente a mesma coisa que nós.
O que aconteceu foi o seguinte: ele respondeu "sim, racismo é totalmente permitido no Reddit".
Em poucas horas o comentário dele foi parar na CNN News e estava pela internet inteira.
Então ele viu a repercussão e fez um edit dando um passo atrás, dizendo basicamente o seguinte: "Sim, racismo é totalmente permitido no Reddit, mas se a sua comunidade tiver posts racistas, nós nos reservamos ao direito de remover ela do site sem te dar satisfação nenhuma".
Você pode ler o comentário que ele fez aqui.
Então assim, diante dessa resposta em cima do muro, eu vejo que a melhor opção é que, de hoje em diante, estão proibidos posts claramente racistas no /brasilivre. Isso é uma "jurisprudência" que eu estou tirando direto do que disse o administrador do Reddit, é algo feito na intenção de evitar que o sub seja suspenso, e não de transformar aqui num safe space.
Se nenhum moderador tiver algum protesto quanto a isso, passamos a atuar assim a partir de hoje.
Pode criticar os líderes do movimento negro? Pode criticar a atuação dos banqueiros judeus na Segunda Guerra? Pode ser contra as cotas? Pode dizer que muitos quilombolas estão tirando proveito do Estado para usufruir do bom e do melhor? Sim, pode.
Agora se você diz que todo judeu ou negro é assim ou assado, ou que todo judeu ou negro possui características intrisecamente malignas, ou faz piadas racistas que assumem isso, então aí o seu post será removido, e se você seguir postando assim com comportamento de troll, será banido.
Não queremos que os users fiquem medindo palavras, não somos um safe space. Mas basta você ser específico na sua crítica, dizendo que ela diz respeito a um indivíduo ou a um grupo social específico que por acaso se identifica com raça tal, e deixar claro que você não está generalizando aquilo para todos os indivíduos daquela raça em questão. Tente não soar como um eugenista.

Misogenia

tl;dr Use o seu bom senso e não poste coisas que vão afastar todas as mulheres do sub. Aqui não é o clube do bolinha.
Eu vou aproveitar o ensejo para deixar isso claro também, porque é um assunto recorrente.
A política atual do sub sobre o assunto é, como de praxe, a mesma do Reddit, e eu creio que ela é satisfatória. Acho que os problemas que temos com isso se devem antes à não-aplicação das regras que já existem do que de uma necessidade de criar novas regras por cima das regras do Reddit.
Cada linha de código a mais é mais um bug em potencial no seu programa. Cada nova regra a mais é mais uma brecha para algo ser mal-interpretado e usado para promover um viés ideológico específico. Então por isso que eu insisto em nos apegarmos ao que já está aí, as regras do Reddit, porque elas funcionam.
Não estão proibidas postagens anti-feministas, que defendem papéis sociais tradicionais para mulheres ou que consideram existir diferenças biológicas inatas entre os dois gêneros. Se você acha que a mulher é mais feliz dentro de casa do que fora de casa trabalhando, ninguém vai te banir por isso. Se você acha que as mulheres deviam estar cobrindo o corpo ao invés de queimando sutiãs, tudo bem, isso não é da conta da moderação. Opiniões assim são amplamente permitidas Reddit afora então creio que não teremos problemas com a administração por isso.
Porém, é proibido apologia à violência contra mulher. Ou seja, qualquer postagem que sugira que as mulheres devem ser maltradas, menosprezadas ou agredidas física ou verbalmente é contra as regras do Reddit.
Então, novamente, não fiquem medindo palavras, mas usem o bom senso. Não é permitido postar que mulheres devem ser forçadas a fazer isso ou aquilo, ou comentários em linguagem chula que buscam incentivar os usuários a maltratarem a classe feminina como um todo, "mulher é uma raça desgraçada, são todas umas víboras, etc." não faça isso. Lembre-se que tem mulheres postando aqui no sub também.
Um mecanismo simples é a seguinte: o que estou para postar irá ofender um grupo específico de pessoas que por acaso são mulheres ( tal como feministas ) ou irá ofender a todas as mulheres? Se a sua consciência te revelar a segunda opção, provavelmente você não deve fazer o post, porque ele viola as regras do Reddit.

Spam

Qualquer pessoa que ficar criando vários tópicos seguidos que ninguém quer ler e tentando vencer os downvotes na marra, através da quantidade de tópicos, pode ser alertada ou banida por spam. Spam é contra as regras do Reddit.
Novamente, use o bom senso. Deixe o seu tópico downvotado com alto índice de rejeição entre os usuários pelo menos desaparecer da primeira página do new antes de tentar criar outro sobre aquele assunto de novo.

Aplicação das Regras

Deixando claro também que a atitude da moderação é conversar com a pessoa primeiro antes de fazer qualquer coisa. Quando a pessoa é uma alt de algum troll clássico recorrente essa conversa pode ser mais curta, mas nunca damos mute em ninguém no modmail ou saímos banindo pessoas sem antes conversar com elas. E tudo que nós fazemos é às claras e está logado no publicmodlog para todo mundo que quiser ver.
Quero escutar o feedback de vocês sobre o que postei aqui, principalmente dos moderadores, então quem se deu ao trabalho de ler ou quase ler, comente.
submitted by downvoter300 to brasilivre [link] [comments]


2017.10.27 23:56 KoboGlo Os comentários que mais receberam downvote no sub

Exclui os comentários que foram deletados, clicando no autor vocẽ vai para o post.
Nuvem(needs more jpeg) dos 10 usuários que mais comentam e eu.
Por favor, me deem um toque se eu estiver fazendo spam.
Autor Comentário Score
Gr4nc_vive Muito fácil culpar os pais pela própria falha, se não tá contente com a forma de agir da mãe que arrume um emprego e se mande, é cada uma que me aparece. -171
Gr4nc_vive Claro que não, cara, vocês são uns chorões dá porra, passam o dia procurando culpados pela própria falha e não percebem que o problema é vocês mesmo, ou é a sociedade que oprime, ou são os pais, se você deixa o externo moldar a forma como você é, você é uma pessoa fraca, cordeirinho. -122
rubemll Não sei se isso vai acabar (E acabar com os gameplayers seria uma boa, não passam informação relevante, é um tipo de conteúdo completamente fútil e inútil), mas acho que já está fazendo muita gente rever essa mania maluca de querer alta definição em tudo.Assistem TV 480i boa parte do tempo, mas na hora de um conteúdo irrelevante como filme e vídeo do YT querem 1080p, vai entender, só consome mais banda a toa.(Áudio lossless que é bom esse povo não procura, porque nem sabe o que é isso. Se fazer upscale de 720p pra 1080p e postar assim muito noob assiste 1080p felizão e elogia a qualidade, é pura fachada essa necessidade de altas resoluções, tenho sérias dúvidas se 90% dos baixadores de fullHD notariam a diferença de uma exibição 720p pra 1080p) -100
miasma55 Ri mais do que deveria.Edit: quanto mais você downvota, mais eu rio da situação. -98
rubemll Alguns nazistas matavam judeus só por entretenimento.Tem uns playboy retardado que tacam fogo em mendigo só por entretenimento.Se é só entretenimento então tá liberado.Desde que os Direitos Universais do Homem estabeleceram que todo mundo tem direito a alimentação, segurança, moradia e etc, a prioridade deveria ser melhorar o mundo até que isso seja alcançado, e jogar joguinho inútil não ajuda em nada pra isso. Dia que o mundo todo tiver equalização de acesso à renda, alimentação e informação, aí tá liberado gastar o tempo extra com futilidades inúteis só pra entreter.As coisas precisam ter uma utilidade mais nobre, "só entreter"" é coisa pra neanderthal egoísta que não sabe enxergar o mundo ao redor. Se tem gente que se entretêm pesquisando, publicando e estudando conteúdo pra melhorar o mundo, porque vai defender esses pirralhos egoístas que se entretêm só com o que afeta apenas a própria bunda?" -93
Donnutz Levy Fidelix -89
Eonporter Um salto de marcha ré... bem vindo de volta à Roma pagã.EDIT: Mas pelo menos houve uma votação democrática. O que nos tempos atuais já digno de nota. A Irlanda está se enterrando, mas pelo menos é voluntariamente. -88
Megabyte_2 M–mas... só tem gente de bem no Brasil! Só gente trabalhadora! -88
CadeOCarimbo 1) Acho que ninguém aqui do sub participou da organização, então é meio vazio dar os parabéns a nós. 2) Melhores olimpíadas da história? Vc tem acompanhado as notícias? Austrália, Argentina e Jamaica reclamando das condições físicas, um fotógrafo europeu teve 40k usd de equipamentos roubados, atletas australianos e espanhóis assaltados.. -74
missurunha Um corrupto a menos, pena que não ficou preso.edit: ta vindo uma chuva de downvotes e metadrama, mas em momento algum comemorei a morte de desse cara. Me lembrei de um caso que aconteceu aqui no pais onde eu moro. Na fronteira é obrigatorio ter placas em dois idiomas, o do nosso pais e o do outro lado. O prefeito da cidade ao lado era meio xenofobico e nao queria colocar essas placas, o cara lutou ate a morte para nao escrever nada em outro idioma no pais dele. Certa noite ele voltava para casa embriagado, bateu o carro em uma dessas placas e morreu. Ninguem comemorou, mas absolutamente ninguém ficou triste. :)abs -74
RandyLiddell Nojo é essa cambada de 'adultos' sem responsabilidade pelos seus atos, que quer transar sem protecao e depois fazer aborto. -73
DarQuinaite Tá cheio de gente perdendo mãe e avó todo dia, agora porque uma famosa aleatória perdeu o fim de ano ficou uma bosta? Não consigo entender o psicólogo do povão que faz a vida dos famosos algo pessoal. -70
Dronnie Caralho, ri mais do que deveria. Como assim o cara consegue imobilizar o bandido e acaba sendo espancado? Parece plot de filme besteirol americano. -70
VictorPictor Vc sabe que o DOPS já existia antes da ditadura e que continua existindo até hoje em vários estados né? Sem pelo menos a data das fotos, a suspeita de que estas crianças tenham sido fichadas, ou mesmo presas, recai sobre qualquer governo entre 1924 até o fim da ditabranda. -70
Lffaz Lamentável é cooperar com o imperialismo e querer interferir na política interna de um país soberano cujo líder foi eleito legítimo e democraticamente, sendo uma das últimas resistências ao neoliberalismo destrutivo promovido pelos estadunidenses. -69
ilIuminattl Downvotado pelo race baiting. Quando o policial é negro, quando a vítima é branca, ou quando o agressor é negro, não falam de raça e até condenam quem menciona a raça dos envolvidos. Quando é o contrário, BLACK MAN WHITE COP etc etc. Não mencionem as raças quando não tem relevância, ponto. -68
merdalsd Tem que denunciar. Cadeia nelas. -68
parallel_life Bem típico dos autoritários cercear manifestações de opiniões diferentes mesmo, nem que seja com tinta. A próxima atitude será pintar os livros de branco? -68
SilvioSantos2018 É difícil explicar, pois se trata mais de uma sensação. A questão é que é ridículo, cara. Não percebe isso? Ficar de choradeira por causa de imposto em videogame? Fico abismado com a infantilidade do pessoal daqui (apesar de que eu ainda goste desta comunidade).Videogame tem que ter imposto alto sim. Bora crescer e acordar pra vida, gente. -68
yakissopa E eu com isso? -68
c4vitesse Que perseguição. Nada disso vai diminuir a quantidade de inscritos dele. -67
Lffaz Mensagem clara do STF: não vai ter golpe.Moro tem que ser exonerado por colocar em risco a soberania nacional. -67
submitted by KoboGlo to brasil [link] [comments]


2015.09.20 15:50 Riddle0219 Sem papas na língua - Razões para ser anti-refugiados

Vou-vos contar uma história fictícia - Imaginem que há uma nação onde a maioria da população é literalmente nazi, apoiantes de Adolf Hitler e supremacistas brancos - Depois imaginem que um dia há uma guerra civil ou até entre nações e a maioria da população desse país, que se classifica como nazi, foge e decide emigrar para outros países à procura de uma vida melhor.
Agora pergunto eu - Alguém, no seu perfeito juízo, diria que devemos aceitar milhares ou milhões de nazis só porque são "refugiados" e que devemos aceitar a "cultura" deles e respeitar as diferenças? Sejam sinceros, eu sei que qualquer pessoa sã diria "não, não quero cá nazis".
Agora pergunto - Que diferenças há entre uma religião como o Islão e uma ideologia política como o nazismo? É que embora tenham contornos diferentes, os pilares são muito semelhantes. Existe uma mentalidade na nossa sociedade de que temos de respeitar a religião das pessoas por ser sagradas e então temos a tendência a ver tudo que é religioso com respeito e solenidade - A verdade é que se o Islão fosse visto como uma ideologia não-religiosa mas com os mesmos princípios, era considerada algo tão perigoso como o nazismo sem qualquer dúvida - É totalitária e pede submissão a deus, discrimina contra pessoas como as mulheres, os homossexuais, os adúlteros/as, os apóstatas e ateus, agnósticos, intelectuais, blasfemos, judeus - É totalitária e baseada num regime opressivo sem liberdade de religião. A única diferença, é que nós vemos tudo que é religião como sagrado e aceitável, porque se alguém disser "sou contra o casamento gay porque a minha religião diz" é normal mas se alguém disser "não gosto de gays" já é homofóbico - Se alguém disser que as mulheres devem andar tapadas é sexista mas se for por motivos religiosos já é aceitável porque é a modéstia e tal.
Meus amigos, pensem um bocado - Acham mesmo que se eu trouxesse a ideologia de Maomé em 2015 não seria chamado de maluco, bárbaro e psicopata? É claro que não. O corão e a Sharia são piores que o Mein Kampf e muito menos discretos, Eu não distingo entre ideologias totalitárias.
E antes que me digam alguma coisa sobre o Cristianismo - também abomino o Cristianismo e o Judaismo, a diferença é que os Europeus fizeram a revolução Francesa, e como é normal as pessoas são mais liberais e cada vez menos cristãs e religiosas, já pouca gente leva igrejas, bíblias e padres muito a sério mesmo aqueles que acreditam, e isso contribuiu para melhorar a nossa sociedade e cultura - O problema é que no Islão é o oposto, além de crescerem em número levam a religião bastante a sério em média mais do que os Europeus.
Não me venham com a tanga de que todas as culturas são iguais, de que tenho de respeitar todas as práticas culturais e religiosas e de que tenho de respeitar as diferenças. Criticar alguém pela raça seria estúpido porque ninguém escolhe a cor de pele, mas criticar a religião é tão válido como uma ideologia ou clube de futebol - E as pessoas tem de crescer um par de tomates e aceitarem que nada é sagrado e tudo pode ser criticado, não dá direito a pegar numa Kalashnikov e matar não sei quantos jornalistas.
Eu respeito culturas na medida que me respeitem a mim e aos meus princípios - Não respeito o Islão, porque se acolhesse os seus valores na minha vida teria de violar tudo aquilo em que acredito e de mudar radicalmente quem sou, não respeito porque o Islão não me respeita a mim - Sou blasfemo, ateu, demasiado intelectual e crítico, faço sexo antes do casamento, fumo tabaco, bebo álcool, sou demasiado tolerante, e qualquer ideologia baseada na intolerância é algo que repugno - Daí também não gostar de nazis.
Discutam e questionem-me, provavelmente nunca debateram alguém que utiliza este argumento porque a maioria das pessoas dizem "não temos dinheiro pra os ter" ou "são selvagens" sem pensarem no assunto - A verdade é que é muito pior do que as pessoas imaginam porque nunca conviveram de perto com comunidades Islâmicas.
Porquê é que as culturas não são iguais? Deixem-se de maneirismos e respeito desnecessário, liberdade de expressão - melhor; separação da igreja e estado - Melhor; igualdade dos sexos - Melhor; legalização do casamento gay - Melhor; sexo antes do casamento legal - Melhor. Etc Etc. Não me digam que uma cultura que, por exemplo, acha que a homosexualidade deve ser punível como crime é igual à anterior.
Já agora, eu só sou anti-ideologias, não pessoas, não detesto muçulmanos como pessoas, até há um senhor que gosto bastante chamado Reza Aslan, iraniano neutralizado Americano, que escreveu um livro sobre a vida histórica de Jesus que recomendo a toda a gente ler - Nesse caso, é um intelectual público que vale a pena ouvir e ler os livros, mas a maioria dos muçulmanos não são bem representados por esse senhor. Vá lá, deixem os dislikes mas ao menos respondam e digam o que não concordam, eu responderei conforme puder.
submitted by Riddle0219 to portugal [link] [comments]


2015.07.25 05:05 salmeida Vivi num mosteiro em França durante 3 meses. AMA sobre esta experiência.

Olá /portugal
Mencionei num comentário que vivi durante algum tempo num mosteiro e duas pessoas mostraram interesse num AMA (aqui e aqui ).
Não sei muito bem que tipo de coisas querem saber por isso achei melhor fazer um AMA em vez de escrever uma parede de texto com conteudos pouco relevantes.
Coisas interessantes que posso mencionar antes de começar:
Fiz um AMA aqui sobre viver na Nova Zelândia
Fica aqui o meu blog, que anda mesmo pobrezinho, e não tem muito ou nada sobre a minha experiência em França porque fui viver um tempo mais "quieto" e não levei computador. Tenho um post no meu blog "profissional" sobre o assunto, e com algumas fotos.
Estou na Nova Zelândia, a diferença horária são +12h. Vocês acordados e eu a dormir. You know the drill... Respondo naquela hora de lusco fusco em que estamos ambos acordados e ao resto mais tarde.
submitted by salmeida to portugal [link] [comments]


Porque os Judeus não acredita em Jesus, Judaísmo / +55(68) 99922-8871WhatsApp UMA RAÇA NÃO HUMANA CONTROLA A HUMANIDADE ATRAVÉS DO GOVERNO. E AFINAL, POR QUE OS JUDEUS NÃO ACREDITAM EM JESUS? - YouTube O segredo dos judeus - por que eles são ricos? Entenda o que está por trás (Tzedaka) O Segredo dos Judeus para uma VIDA PRÓSPERA - com Ben ... Rabino revela a origem sinistra dos judeus O que é raça ariana ? O Século do Povo: Raça Superior Os negros são amaldiçoados na Bíblia? - YouTube Dachshund - Guia de Raças

Charis D'Cruz: Judeus São Uma Raça, Genes Revelam

  1. Porque os Judeus não acredita em Jesus, Judaísmo / +55(68) 99922-8871WhatsApp
  2. UMA RAÇA NÃO HUMANA CONTROLA A HUMANIDADE ATRAVÉS DO GOVERNO.
  3. E AFINAL, POR QUE OS JUDEUS NÃO ACREDITAM EM JESUS? - YouTube
  4. O segredo dos judeus - por que eles são ricos? Entenda o que está por trás (Tzedaka)
  5. O Segredo dos Judeus para uma VIDA PRÓSPERA - com Ben ...
  6. Rabino revela a origem sinistra dos judeus
  7. O que é raça ariana ?
  8. O Século do Povo: Raça Superior
  9. Os negros são amaldiçoados na Bíblia? - YouTube
  10. Dachshund - Guia de Raças

Os judeus também enxergam Jesus Cristo como um homem bom, uma figura histórica e um professor das escrituras sagradas. Além de ter nascido e vivido como um h... Não importa o seu tamanho, Dachshunds são uma aquisição maravilhosa para toda a família, é por isso que eles estão no topo das listas como uma das raças mais populares desde os anos 1950. O Segredo do Sucesso dos Judeus - Prof. Jorge Luis Fabbro - 28/05/2016 - IASD São Caetano - Duration: 57:22. Adventistas São Caetano do Sul - Central 218,169 views 57:22 Nesse vídeo eu vou falar sobre uma forma que os judeus usam de doar que faz deles mais ricos. ... #092 Por que os judeus são TÃO RICOS + o 1º passo para você ser também - Duration: 8:42. a sua ajuda É uma missÃo junto ao que o edson silva histÓria irÁ representar pelo mundo, o nome de nosso amado yahushua de forma didÁtica e clara. DERRUBANDO TODAS AS TESES DOS FALSOS JUDEUS ... Raça Superior Berlim, 1933. ... Os judeus são banidos das escolas, negócios, dos seus lares e deportados para campos de concentração, assim como os ciganos e todos os que não são física ou ... Como sabemos, os nossos Deuses são os Nórdicos que são uma raça de extraterrestres elevados, ao passo que os judeus, por suas próprias declarações e genes, vieram de outra raça ... Porque os Judeus são tão Ricos e Prósperos? Saiba agora nesse vídeo como ter atitudes de Judeus para trazer prosperidade e riqueza para sua vida. Aprenda aqu... A raça negra é amaldiçoada na Bíblia? Em 2013 Marcos Feliciano teve que se explicar por causa dessa velha polêmica. Existe fundamento nisso? link para a cont... O termo “raça ariana” teve seu auge no século XIX até a metade do século XX, um termo que foi utilizado amplamente pelo Partido Nazista da Alemanha. Loja virtual Hotbuy https://hotbuy2 ...