Como atender singles online

Criação de site em Santos: quanto custa?

2019.09.14 18:24 buldinlink Criação de site em Santos: quanto custa?

Afinal, qual é o custo da criação de site em Santos? Essa é uma pergunta feita por muitas pessoas que desejam aproveitar as oportunidades geradas pela web, mas ainda não sabem como dar os primeiros passos.
Criar um site profissional pode abrir novos horizontes para o seu negócio. Conquistar um espaço ao sol na imensidão da internet é como descobrir um novo mar para navegar. Inteiramente novo e repleto de possibilidades interessantes, com novos mercados e também novos clientes a serem conquistados.
Você precisa aproveitar os meios digitais para se destacar de seus concorrentes, profissionalizar o seu negócio e fincar sua bandeira neste terreno ainda mal explorado chamado internet.
Neste post, vamos te explicar em detalhes a composição de preço de um site. Isso vai te ajudar a avaliar cuidadosamente as empresas de criação de site em Santos e decidir com toda segurança e tranquilidade.

Qual é a importância de ter um site?

Hoje em dia, não há uma pergunta que o Google não saiba responder. E, por consequência, as pessoas recorrem cada vez mais a esse mecanismo de busca quando precisam encontrar um produto ou um serviço. Você poderia buscar por exemplo: “Empresas de criação de site em Santos”. O que te faria escolher uma delas? Provavelmente você entraria nas primeiras opções disponíveis, já na primeira tela do Google. Aí então sem perceber, faria uma pré-seleção daquelas que possuem os melhores sites, já que inspiraram maior credibilidade. Uma associação muito comum, que todos nós fazemos: “melhor site” = “melhor empresa”.
Empresas de todos os segmentos devem investir em desenvolvimento de sites. Esse é um ótimo recurso na hora de gerar resultados, como fortalecimento de marca e lucro. Ter um bom site e divulga-lo corretamente realmente alavanca bons negócios.

Conheça as vantagens da criação de site:

Mais credibilidade

As maiores e melhores empresas têm sites profissionais. Portanto, quando um possível cliente procurar pela sua marca, já se sentirá mais confiante e tendencioso a fazer contato/comprar por conta do profissionalismo.

Sem fronteiras

Um site permite ultrapassar as barreiras geográficas. Ou seja, dependendo do serviço que você oferece, pode atingir pessoas do outro lado do país ou até do mundo.

A qualquer hora

Com a criação de um site, sua empresa não estará funcionando somente em horário comercial. A qualquer momento, possíveis clientes poderão se informar sobre seus serviços e produtos.

Possibilidade de fidelizar e educar seus clientes

Você pode aliar ao seu site um blog e trabalhar em cima dele o Marketing de Conteúdo. Ao oferecer textos e outros materiais educativos, você não só estará criando engajamento, como também estará se aproximando do seu público-alvo. Ao esclarecer dúvidas e mostrar domínio sobre determinado tema, vai fazer com que confiem em você e assim contratem seus serviços e/ou comprem seus produtos.

Prospecção de novos clientes

Um bom site ajuda na geração de leads (contatos com potencial para ser cliente). Então, supondo que você produza, por exemplo, um ebook com um tema atraente e um pré-requisito para baixa-lo seja o cadastro do e-mail, você poderá enviar mais informações sobre serviços ou outros materiais que tenha produzido.

O que configura um bom site?

√ Site com design moderno, limpo e organizado.
√ Site projetado para alcançar os objetivos da empresa.
√ Site rápido – o carregamento não deve ultrapassar 3 segundos.
√Site responsivo – o site é adaptado a smartphones, notebooks, desktops, tablets, etc.
√ Site otimizado ( SEO ) – o site deve ser preparado com as melhores técnicas de SEO OnPage para alcançar bom posicionamento nos buscadores. Um site otimizado permite melhor ranqueamento no Google.
√ Site com fácil navegação – caso o usuário tenha dificuldade de encontrar o que procura, em pouco tempo ele sairá do seu site
√ Site com informações claras e objetivas e com conteúdos relevantes para o usuário.
√ Site com forte apelo comercial – objetivando geração de leads, conversões e resultados reais.
√ Site com boa tecnologia – banco de dados e linguagem de programação moderna, com fácil manutenção.
√ Site seguro – evitando qualquer preocupação de ataques e violação de informações.
√ Site útil – o visitante precisa encontrar o que deseja de modo simples e prático.

Tipos de site e quanto custam

Vamos te apresentar agora alguns dos tipos de site disponíveis e falar sobre os custos de cada um deles.
Vale lembrar que são apenas estimativas, baseadas em valores médios praticados pelas empresas de criação de site em Santos. Isso pode variar bastante de acordo com as especificações do seu projeto e também das empresas consultadas.

Criação de Site em Santos: Institucional

O site institucional é o modelo mais comum para pequenas e médias empresas. Tem de 5 a 15 páginas. Em geral, constam os serviços ou produtos da empresa, apresentação da empresa e formulário de contato.
Caso o site seja estático, ou seja, não tenha área para gerenciamento das informações, os valores variam entre R$ 3 mil e R$ 5 mil.
Caso o site institucional seja dinâmico, ou seja, caso possua painel administrativo para gerenciamento de conteúdo, os valores são maiores, variando de R$ 5 mil a R$ 9 mil. É recomendado caso a empresa queira manter o site sempre atualizado, seja com artigos, novidades, mudança de portfólio de serviços, etc. Normalmente estes sites são vistos como mais relevantes para o Google, que prioriza no ranqueamento empresas que mantém informações mais atuais.

Criação de site em Santos: E-commerce e Lojas Virtuais

Os sites voltados para venda de produtos online possuem sistema de gerenciamento integrado e soluções de pagamento, além de estrutura logística, controle de estoque e relatórios de vendas. Esse tipo de site, geralmente, custa entre R$ 4 mil e R$ 7 mil. Dependendo do porte da loja virtual e do nível de customização, pode chegar a R$ 50 mil.

Criação de site em Santos: Landing Page ou HotSites

É um projeto de página única com forte apelo comercial e sem gerenciamento. Tem o objetivo de promoção de eventos, serviços ou produtos por determinado tempo. Geralmente, serve para coletar as informações e gerar leads (clientes em potencial). Custam entre R$ 1 mil e R$ 3 mil.

Desenvolvimento de sites One Page ou Single Page

São os sites de uma página, com estrutura de menu em rolagem. É uma estratégia usada para oferecer conteúdo completo e objetivo, com menor tempo de carregamento. É recomendado para empresas que possuem uma quantidade reduzida de produtos ou serviços ou que precise somente ter um folder online.
Custam entre R$ 2 mil e R$ 4 mil.

Entenda os custos adicionais que você terá com a criação de site em Santos

Além do custo com a empresa de criação de site em Santos, que vai produzir o layout e desenvolver o sistema, você também precisará arcar com os seguintes custos:

Custo de domínio de site

O domínio é o nome do seu site presente na barra de navegação (URL). Ex: www.suaempresa.com.br
O valor do domínio de um site varia de R$ 24,00 a R$ 40,00 / ano. O Registro.br , que é a entidade responsável pelos registros dos domínios nacionais ( .BR ) tem custo de R$ 40,00 por ano. Já o GoDaddy, muito utilizado para registros de domínios internacionais ( .com ), tem custo de aprox. R$ 24,00 / ano.

Custo de Hospedagem de site

A hospedagem é um “espaço alugado” dentro de um servidor web, onde ficam armazenados os arquivos do seu site disponíveis para consulta.
Os valores dos planos mais básicos costumam variar entre R$ 20,00 e R$ 60,00 por mês. As empresas mais conhecidas que oferecem hospedagem são Locaweb, Hostgator, KingHost, DreamHost, UOL, entre outros.
Você precisa contratar um plano de hospedagem que atenda as necessidades do site (tipo de desenvolvimento e linguagem de programação), capacidade de armazenamento, que tenha o número de contas de e-mails necessárias, que tenha boa performance de navegação sem lentidão e sem instabilidade.
Fique tranquilo, pois você não precisa se tornar um expert. A empresa de criação de sites que você vai contratar pode te ajudar com a escolha do plano de hospedagem adequado. A orientação será importante para que atenda todas as suas necessidades e com bom custo-benefício.

Manutenção de site

O serviço de manutenção de site não é obrigatório, mas muito recomendado. Engloba ajustes e alteração no conteúdo estático, monitorar permanentemente o tamanho do site, checar e revisar a parte tecnológica, ajustes pontuais no layout, backup do banco de dados, proteção do site contra invasões, auxílio para criação de e-mails, monitorar os acessos do seu site, entre outros.
O valor da manutenção de um site responsivo depende do tipo e da quantidade de horas/mês que você gostaria que fossem gastas com o projeto. Em geral, há planos a partir de R$ 130 / mês.

Certificado de segurança SSL

O certificado de segurança SSL (Secure Socket Layer) é usado para proteger os dados pessoais e sigilosos dos visitantes de um site por meio de criptografia.
Você já deve ter notado que no campo de busca (cabeçalho) aparece se o domínio é seguro ou não. Caso o cadeado tenha aparecido fechado, você tem a segurança de dados protegidos durante a navegação.
O Google não informa explicitamente sobre a importância do certificado de segurança SSL para posicionamento. Porém especialistas afirmam que o recurso influi no tráfego de usuários de um site. Atualmente, muitos usuários já deixam de navegar, quando percebem não estar em ambiente seguro.
A licença de SSL custa aproximadamente R$ 12/mês*.
\Valor Locaweb 2019*

Criação de site em Santos: contratar uma empresa ou um freelancer?

Se você está pesquisando empresas para criação de site em Santos e no meio do caminho alguém indicou um conhecido freelancer, tenha cautela. Os freelancers normalmente cobram mais barato pela criação de site do que uma agência. Porém, para que um site seja um sucesso, é necessário estudo que só uma equipe especializada é capaz de fazer. Como um freelancer trabalha de modo individual, dificilmente dará a atenção devida e terá a mesma entrega que uma agência.
Uma equipe de tecnologia completa para criação de um único site pode envolver um conjunto de profissionais com competências bem distintas:
São ao menos 5 profissionais, cada um com sua habilidade e especialista em uma determinada atividade, concorrendo com um único profissional freelancer, que certamente tem algumas deficiências e não conseguirá atender aos objetivos da empresa contratante. O barato pode sair bem caro ao ter que refazer um novo site.
Além disso, lembrem-se que muitas vezes o freelancer não é um freelancer por opção, muitas vezes ele é apenas um profissional desempregado. Quando o freelancer consegue encontrar um emprego ele simplesmente se desliga dos seus projetos avulsos, muitas vezes sem nem mesmo concluir o trabalho para o qual foi contratado. Não há nenhuma garantia de qualidade, de continuidade e de entrega.

O que fazer depois da criação de site? Redes sociais, Google Adwords e Marketing de Conteúdo!

Depois que seu site estiver pronto, é importante divulgá-lo de alguma forma. A forma mais comum é através das redes sociais. Convide clientes e conhecidos a conhecerem novos sites. Isso poderá render algumas novas vendas.
Outra forma muito utilizada para iniciar a divulgação de um site assim que ele for lançado é realizar anúncios através do Google AdWords. Esta plataforma de anúncios do Google funciona basicamente como um leilão on-line de termos de busca, com valor isolado para cada um. Isso favorece o destaque do seu site através dos links patrocinados.
Mas, se você quer um crescimento efetivo e contínuo, precisa investir em Marketing de Conteúdo, uma técnica dentro de SEO (Search Engine Optimization). Além de melhorar a reputação de seu negócio, pois você se portará como especialista em um assunto, as chances de aparecer entre as melhores posições no Google serão grandes. Para isso, você pode contar com a ajude de uma equipe multidisciplinar, treinada para elaborar conteúdos relevantes e otimizados (SEO).
A equipe também poderá ficar de olho nas métricas do Google Analytics. A ferramenta exibe o tráfego em tempo real, dá acesso a outras informações importantes que ajudam a entender o comportamento dos visitantes. Os resultados serão cada vez mais positivos. Lembre-se: quanto maior for a qualidade do site e o conteúdo, maior será o retorno.

Conheça a melhor empresa de criação de site em Santos

A KBR TEC possui expertise em criação de sites de todos os tipos e portes, criação de conteúdo SEO (otimizado), gestão de campanhas Google AdWords, desenvolvimento de sistemas e Aplicativos para celulare. Desde 2000, ano de fundação da empresa, já foram criados mais de 1.200 projetos, para grandes clientes do setor público e privado. A empresa possui diversos produtos para necessidades e bolsos diferentes, se adequando a necessidade do cliente, seja ele pequeno ou uma grande empresa.
Veja como os clientes da KBR TEC avaliam a empresa através do Google e confira e reputação.
Entre em contato agora e saiba mais.
submitted by buldinlink to u/buldinlink [link] [comments]


2018.08.07 07:10 JesseAmaro77 PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES

PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES
1. Que tipo de jogo é o SCUM?
SCUM será um jogo Survive Online de mundo aberto de estilo único, envolvendo elementos de sobrevivência e crafting, complexo e realista sistema de customização de personagens e progressão de skills, hordas de zumbis, além de um completo e detalhado sistema de controle do metabolismo. A título comparativo, podemos dizer que o jogo segue uma linha de Dayz, Miscreated, Arma 3 (Exile Mod), etc.
Além do modo Survive Online, que será o grande foco do jogo, SCUM também contará com um modo single-player e além disso, terá um sistema de eventos que trarão outros tipos de modo jogo, como Death-match, Cargo Capture, etc. Esses eventos poderão aparecer em determinados momentos durante o jogo online e os jogadores poderão escolher se irão querer participar ou não.
2. SCUM será um jogo BATTLE ROYALE?
R: Não. O jogo terá um sistema de eventos que trarão outros tipos de modo jogo, como Death-match, Cargo Capture, etc; mas não foi comentado sobre um modo BR.
3. Haverá servidores de 1ª e 3ª pessoa em Scum?
R: Sim, haverá servidores separados para atender a essas necessidades.
4. Os jogadores poderão criar / hospedar seus próprios servidores SCUM?
R: Sim, você também poderá hospedar seus próprios servidores, com suas próprias configurações personalizadas.
5. Teremos servidores no Brasil?
R: Sim, teremos!! Estarão localizados em São Paulo.
6. Quantos jogadores por servidor terá o SCUM inicialmente?
R: 64 ou mais por servidor.
7. Qual o tamanho do mapa?
R: 12x12 Km (144m²). O mapa do PUBG, por exemplo, é 8x8km.
8. Será possível construir bases?
R: De início, o único tipo de base será fortificando construções (edifícios/casas) já existentes.
9. Teremos Zombies?
R: Sim. São chamados de Puppets no jogo.
10. SCUM terá um modo Singleplayer?
R: Sim, Scum terá o modo Singleplayer com algum tipo de campanha que será adicionada ao longo do desenvolvimento.
11. Qual é a Engine utilizada?
A: Scum está usando o Unreal Engine 4. (Mesma utilizada no PUBG).
12. SCUM terá um mapa durante o jogo?
R: Inicialmente, não. Mas você poderá localizar um durante o jogo e será possível craftar uma bússola.
13. Será possível criar grupo/clan?
R: Sim. Não se sabe ainda se esta opção estará disponível nos primeiros dias, mas está entre as prioridades.
14. Quais os requisitos de sistema para rodar o jogo?
R: Para rodar o jogo em Full HD, com gráficos no máximo, com média de 50 ~ 60 FPS, será necessário: Core i5 + 8GB memória + GTX 1060. Isso, para rodar no máximo. Para mais detalhes, veja algumas configurações de hardware que foram testadas no jogo:
https://i.imgur.com/wV0zcgV.png
https://i.imgur.com/GR1E4VI.png
https://i.imgur.com/XmUqDg4.png
15. Haverá carros no jogos?
R: Sim. Carros, barcos, Bikes, etc. Não se sabe ainda se esta opção estará disponível nos primeiros dias, mas está entre as prioridades.
16. Qual será o preço do jogo?
R: O preço do jogo será de $ 19.99 (dólares). Ainda não foi divulgado o valor em real, mas deverá ser R$ 40,00 (aproximadamente) de acordo com as políticas de preço da Steam para o Brasil.
17. Haverá customização de Armas no jogo?
R: Sim. Será possível adicionar miras, silenciadores, grip, etc.
18. Haverá craft de itens no jogo?
R: Sim. Será possível craftar praticamente tudo no jogo, incluindo armas também. Com isso, alguns itens não serão tão fáceis de serem encontrados, tornando o jogo mais desafiador.
19. Será possível armazenar nossos itens (loot)?
R: Sim. Ainda estamos trabalhando para melhorar isso, mas de início você pode guardar suas coisas dentro de qualquer recipiente. O ideal é que o seu armazenamento permaneça no servidor para sempre (durante o wipe), mas planejamos adicionar duração para todos os itens, portanto, se você colocá-los por muito tempo, eles podem ficar estragados. Isso se relaciona principalmente com alimentos que não são enlatados / defumados / etc.
21. Quando os jogadores se desconectam dos servidores, seu personagem dorme no chão, como no jogo Rust?
R: Não, os jogadores não permanecem no servidor, mas os jogadores apenas serão desconectados após 45 - 60 segundos.
Fonte:
Discord Oficial do Jogo: <https://discordapp.com/invite/ranD6uq>
Reddit Oficial do jogo: <https://www.reddit.com/SCUMgame/>
Grupo Oficial na Steam: http://steamcommunity.com/app/513710/discussions/
OBS.: Lembrando que essas informações ainda podem sofrer alterações uma vez que o jogo ainda está em desenvolvimento.
Atualizado em: 06/08/2018
submitted by JesseAmaro77 to scumbrasil [link] [comments]


2018.06.27 18:19 lentidas Ajudem a impedir o Artigo 13

Não sei se estão a par das alterações da regulamentação relativa a direitos de autor na União Europeia. Sucintamente: está em discussão uma reformulação legislativa que pode afetar desde produtores de conteúdo online (YouTubers, etc) até investigadores científicos.
 
Para quem quiser mais informações:
 
Apesar de no passado dia 20 de junho o Committee on Legal Affairs (JURI) ter aprovado o Artigo 13, as recomendações desse comité vão a discussão no Parlamento Europeu na próxima semana, se não estou em erro. Deste modo, é importante que façamos ver aos nossos representantes a importância de votarem contra esta proposta. Por isso, utilizei a ferramenta de pesquisa dos nossos representantes e enviei-lhes um email a demonstrar o meu ponto de vista.
Para facilitar a quem também quiser enviar, deixo abaixo todos os emails dos nossos 21 representantes e também o texto do email que enviei (para que possam usar como template ou simplesmente copiar e colar).
 
Emails dos nossos MEPs
[email protected], [email protected], [email protected], [email protected], [email protected], [email protected], [email protected], [email protected], [email protected], [email protected], [email protected], [email protected], [email protected], [email protected], [email protected], [email protected], [email protected], [email protected], [email protected], [email protected]ropa.eu, [email protected]
 
Texto do e-mail
Caro deputado do Parlamento Europeu,
Você, a sua família e os seus entes queridos certamente utilizam a Internet para descobrir, compartilhar e criar novos conteúdos. Eu também, mas tal deixará de ser possível se não impedir o Artigo 13 da Diretiva sobre Direitos de Autor no Mercado Único Digital. Por favor tenha em conta que não se trata somente de direitos de autor: é antes uma diretiva que afetará todos os nossos direitos online!
O artigo 13 deve ser suprimido, uma vez que eliminará todos os benefícios e possibilidades que a Internet nos trouxe ao longo de mais de duas décadas. Todo o conteúdo (científico, entretenimento, etc.) que possamos eventualmente produzir e publicar online pode ser eliminado antes que alguém consiga vê-lo, já que as plataformas da Internet serão forçadas a implementar filtros sob o pretexto de impedir possíveis violações de direitos de autor.
Embora seja um fato irrefutável que o conteúdo protegido por direitos de autor seja enviado para sites como o Dailymotion (baseado na Europa) e o YouTube (baseado nos EUA, mas igualmente afetado pela diretiva), acho que um filtro não impedirá estas violações e acabará por prejudicar uploaders e hosters de conteúdo. Vejamos:
  1. Estes filtros são propensos a falsos positivos, especialmente porque um computador não consegue identificar cenários de uso justo ou o uso de trabalho protegido por direitos de autor de maneiras tão transformadoras que o novo conteúdo já é mais que uma substituição do trabalho original (ou seja, em nenhum dos casos é feito algum dano contra o autor original). Este é porventura o aspecto mais importante de qualquer legislação de direitos de autor, já que esta não pode ser um impedimento à inovação: existe o direito de conceder ao inventor ou autor uma proteção ao seu trabalho e conquista, dando reconhecimento através de uma exclusividade temporária na reprodução desse material. Contudo, com o tempo, o trabalho deve tornar-se domínio público e novos autores e inventores devem poder aceder a esses trabalhos para criar e inovar ainda mais.
  2. É impossível de implementar na prática. Estima-se que 300 horas de conteúdo em vídeo sejam enviadas para o YouTube a cada minuto. (O YouTube é sem dúvida o serviço de streaming de vídeo mais popular do mundo.) A Alphabet, empresa proprietária do site e da Google, implementou o seu próprio filtro semelhante a este proposto: um sistema automatizado conhecido como "Content ID". O Content ID depende de um banco de dados de material protegido por direitos de autor. Este sistema verifica todos os uploads comparando-o com as cópias deste material existente no banco de dados. No entanto, tal não impediu completamente que conteúdo protegido por direitos de autor fosse eventualmente carregado para o site, provando assim que este filtro não atende completamente à sua finalidade.
  3. Estes filtros são um retrocesso do ónus da prova sobre violações de direitos de autor. Na lei, aquele que reclama de violação dos direitos deve provar essa afirmação. O proprietário dos direitos de autor deve provar as alegações. Com o filtro, acontecerá o contrário: cada utilizador precisará de provar a sua inocência em relação a uma reivindicação inevitável de violação de direitos de autor. Isto vai contra a ideia do ónus da prova e da presunção de alguém ser inocente até ser provado culpado. Como podemos esperar que empresas e indivíduos desperdicem o seu tempo tentando prestar satisfações a uma máquina para que uma reivindicação de direitos de autor seja provada ilegítima? Devemos concentrar-nos na inovação e no avanço do mercado digital, além de desfrutar da liberdade de expressão sem censura. Um equilíbrio deve ser encontrado.O impulso do Conselho da UE é transformar a atual proteção de direitos de autor em algo draconiano. O único resultado será um mercado digital que se tornou estagnado por proprietários de direitos de autor. Estas pessoas efetivamente deterão o monopólio do conteúdo criativo.
Conto consigo para defender a Internet contra esta filtragem excessiva e invasiva e para garantir que meus direitos fundamentais também sejam garantidos on-line. Liderar pelo exemplo: vote para excluir o Artigo 13 e/ou peça aos seus colegas que o façam.
Obrigado pela atenção! Agradeço resposta e estou disponível para qualquer esclarecimento.
Com os melhores cumprimentos, NOME (DISTRITO DE RESIDÊNCIA)
 
Texto do e-mail em inglês
Dear MEP
You and your family and loved ones use the Internet to discover, share and create new content. Me too, but soon this will no longer be possible if you do not stop Article 13 of the Directive on Copyright in the Digital Single Market. This is not a copyright issue: it is about our rights online!
Article 13 must be deleted as it will take away all the benefits and possibilities the Internet has brought us over more than two decades. Everything we can imagine doing online could be struck down before anyone even gets to see it, as internet platforms will be forced to implement filters under the pretext of stopping possible copyright infringements. However, this is about so much more than copyright, this is about all the content out there online and about our freedom of expression.
Although it is an irrefutable fact that copyrighted content is uploaded to websites such as Dailymotion (based in Europe) and YouTube (based in the US but still affected by the directive), I think a filter will not stop these violations and will ultimately end up harming law-abiding uploaders and hosters.
  1. It is impossible to implement in practice. An estimated 300 hours worth of video content is uploaded to YouTube every minute. (YouTube is arguably the most popular video streaming service in the world.) Alphabet, the company in charge of the website, implemented its own filter like the one that has been proposed: An automated system known as "Content ID". Content ID relies on a database of copyrighted material. It checks all of the uploads for copies of this material. However, this did not prevent copyrighted content from being uploaded to the website - proving that such a filter does not serve its purpose.
  2. Such filters are prone to false positives, notably because a computer cannot identify fair-use scenarios, or the use of copyright in such transformative ways that the new content is not a market replacement of the original work (i.e. no damage is done to the original author). This is the most important aspect of any copyright legislation, as it is not put into place to impede innovation: Copyright exists to grant the inventor or author of a work protection on its achievement and recognition through a temporary exclusivity on copying it. With time, the work becomes public domain and new authors and inventors can access the works to create and innovate further.
  3. Such filters signal a reversing of the burden of proof on copyright violations. In law, the one that complains about the violation of rights must prove this claim. The copyright owner must prove the allegations. With the filter, every user will need to prove his or her innocence regarding an inevitable claim of copyright violation. This goes against the idea of the burden of proof and the presumption of someone being innocent until proven guilty. How can we expect companies and individuals to waste their time trying to make a machine satisfied that a copyright claim is unwarranted? We should be focusing on innovation and advancing the digital market as well as enjoying the freedom of expression without censorship. A balance must be found.- The push from the Council of the EU is to turn current copyright protection into something draconian. The only result will be a digital market that has become stagnant from copyright owners. These people will effectively hold a monopoly on creative content.
I count on you to speak-up to safeguard the Internet from such excessive and invasive filtering, and to ensure that my fundamental rights are also guaranteed online. Lead by example: vote to delete Article 13, and/or ask colleagues to do so.
Thank you.
Sincerely, NAME (RESIDENCE)
 
EDIT: Alterei a formatação do post original, principalmente nos e-mails, porque parece que a nova versão do Reddit não me deixou aquilo como pretendia. Aportuguesei um pouco mais o texto e por sugestão do Dannyps deixo o texto original em inglês.
EDIT 2: Adicionei acima o link relevante que o EdSantos_321 partilhou nos comments.
submitted by lentidas to portugal [link] [comments]